Mentalidade

Por que 90% dos gordinhos não têm coragem de falar que estão de dieta?

Por que 90% dos gordinhos não têm coragem de falar que estão de dieta?

Por que 90% dos gordinhos não têm coragem de falar que estão de dieta?

Você já se perguntou por que tantas pessoas que estão em processo de emagrecimento escondem esse fato das outras pessoas? Por que a maioria dos “gordinhos” não tem coragem de admitir que estão de dieta? Neste artigo, vamos explorar as possíveis razões por trás dessa atitude e discutir a importância de compartilhar metas e objetivos de saúde com as pessoas ao nosso redor.

Em um vídeo recente em seu canal, a influenciadora Sueli aborda questões relacionadas à saúde e qualidade de vida, destacando a relevância desses temas em nossas vidas. Ela inicia questionando os espectadores se em algum momento eles esconderam de outras pessoas que estavam em um processo de emagrecimento. Essa é uma situação comum que muitas pessoas enfrentam, e a vergonha de admitir que estão fazendo dieta acaba sendo um obstáculo para compartilhar seus desejos e objetivos com aqueles ao seu redor.

A ocultação do processo de emagrecimento traz consequências negativas. Quando alguém não compartilha sua intenção de perder peso, perde-se a oportunidade de receber apoio e encorajamento das pessoas próximas. Além disso, a falta de suporte social pode levar à desmotivação e, eventualmente, ao abandono da dieta. Essa falta de apoio pode gerar frustração, tristeza, vergonha e desânimo, contribuindo para um ciclo prejudicial ao bem-estar emocional.

Muitas vezes, as pessoas que decidem emagrecer já tentaram diversos métodos, seguiram conselhos médicos, dicas de amigos e familiares, além das recomendações da mídia, como fechar a boca, fazer exercícios e consumir alimentos light e diet. No entanto, essas abordagens restritivas e baseadas em diminuição de calorias e aumento da atividade física nem sempre funcionam de forma eficaz e sustentável. Comparar o processo de emagrecimento com um carro, em que se pensa em correr mais rápido, percorrer distâncias maiores e usar menos combustível, mostra como essa lógica está equivocada.

A solução para um emagrecimento efetivo não está em restringir-se e se esforçar ainda mais, mas sim em encontrar o combustível certo para o corpo. No entanto, nesse artigo, o foco não está na abordagem específica para emagrecer, mas sim em uma reflexão sobre o comportamento das pessoas nesse processo.

É comum que alguém que está em um programa de emagrecimento alcance resultados iniciais significativos, perdendo peso rapidamente. No entanto, chega um momento em que a perda de peso estagna, o chamado efeito platô. Essa fase pode ser desanimadora e, muitas vezes, leva a pessoa a recuperar o peso perdido e, em alguns casos, ganhar ainda mais. Essa frustração e desapontamento podem reforçar a ideia de que é impossível emagrecer e perpetuar a crença de que a identidade de “gordinho” é inevitável.

Botão Voltar ao topo