Emagrecimento

8 Dicas Eficazes Para Perder Gordura Da Barriga (Apoiados Pela Ciência)

Se você está procurando uma maneira eficaz e saudável de perder peso e reduzir a gordura da barriga, está no lugar certo! Neste vídeo, eu compartilho com vocês 8 dicas incríveis que podem transformar seu corpo sem precisar recorrer a dietas malucas e restritivas. Reduzir a gordura visceral é fundamental, não apenas por questões estéticas, mas também por questões de saúde. E você não precisa se submeter a uma dieta rigorosa para alcançar resultados. Basta seguir algumas dicas básicas e verá como é possível queimar essa gordura abdominal e reduzir sua porcentagem de gordura corporal. Garanto que vale a pena assistir até o final, você não vai se arrepender!

————————————————-
🔔 Compartilhe o vídeo: https://youtu.be/FZ0bEIWkWaw
——————————————————

Coma muita fibra solúvel.
A fibra solúvel é aquela que se dissolve na água e forma uma espécie de gel. Isso faz com que os alimentos demorem mais para serem digeridos e isso, por sua vez, te faz se sentir mais satisfeito. Com isso, você naturalmente acaba comendo menos. Além disso, essa fibra também pode fazer com que seu corpo absorva menos calorias dos alimentos que você come. E aí, é só mais uma vantagem, já que ajuda a combater a gordura da barriga. Em um estudo com mais de 1.100 adultos, descobriu-se que, a cada 10 gramas a mais de fibra solúvel na dieta, o aumento de gordura na barriga diminuiu 3,7% em 5 anos. Então, vale a pena incluir alimentos ricos em fibra solúvel, como sementes de linhaça, macarrão shirataki, couves de bruxelas, abacates, leguminosas e mora silvestre, na sua dieta todos os dias. Você já inclui fibras na sua alimentação? Conta pra gente nos comentários!

2. Evite alimentos que contenham gordura strã. As gorduras strãs são criadas bombeando hidrogênio em gorduras insaturadas, como o óleo de soja. Elas são encontradas em algumas margarinas e cremes em barra, e também frequentemente adicionados a alimentos embalados, mas muitos produtores de alimentos pararam de usá-las. Essas gorduras têm sido associadas à inflamação, doenças cardíacas, resistência à insulina e ganho de gordura abdominal, em estudos observacionais, e em animais. Um estudo de 6 anos descobriu que macacos que comeram uma dieta rica em gordura trans ganharam 33% mais gordura abdominal do que aqueles que comeram uma dieta rica em gordura monoinsaturada. Para ajudar a reduzir a gordura da barriga e proteger sua saúde, leia atentamente os rótulos dos ingredientes, e fique longe de produtos que contenham gorduras trans.
3. Tenha uma dieta rica em proteínas.
A proteína é um nutriente extremamente importante para o controle de peso. A alta ingestão de proteínas aumenta a liberação do hormônio da plenitude PYY, que diminui o apetite e promove a plenitude. A proteína também aumenta a sua taxa metabólica e ajuda a reter a massa muscular durante a perda de peso. Muitos estudos observacionais mostram que as pessoas que comem mais proteína tendem a ter menos gordura abdominal do que aquelas que comem uma dieta pobre em proteínas. Certifique-se de incluir uma boa fonte de proteína em todas as refeições, como peixe, ovos, laticínios, proteína de soro de leite e feijões.
4. Reduza seus níveis de estresse.
O estresse pode fazer você ganhar gordura na barriga, acionando as glândulas supra-renais para produzir cortisol, que também é conhecido como hormônio do estresse. Pesquisas mostram que altos níveis de cortisol aumentam o apetite e aumentam o armazenamento de gordura abdominal. Além disso, as mulheres que já têm cintura grande tendem a produzir mais cortisol em resposta ao estresse. O aumento do cortisol aumenta ainda mais o ganho de gordura na barriga. Para ajudar a reduzir a gordura da barriga, faça atividades prazerosas que aliviem o estresse. Para praticar yoga ou meditação, podem ser métodos eficazes.
5. Faça exercícios aeróbicos.
O exercício aeróbico é uma maneira eficaz de melhorar a sua saúde e queimar calorias. Estudos também mostram que é uma das formas mais eficazes de exercício para reduzir a gordura da barriga. No entanto, os resultados são mistos, quanto ao fato de o exercício de intensidade moderada ou alta ser mais benéfico. De qualquer forma, a frequência e a duração do seu programa de exercícios são mais importantes do que sua intensidade. Um estudo descobriu que as mulheres na pós-minopausa perderam mais gordura de todas as áreas quando fizeram exercícios aeróbicos por 300 minutos por semana, em comparação com aquelas que se exercitaram 150 minutos por semana.
6. Reduza os carboidratos, especialmente os refinados.

Botão Voltar ao topo